segunda-feira, 14 de março de 2011

Projeto " Vitiligo: preconceito e auto-exclusão" lança pulseira na sua campanha contra o preconceito aos portadores de vitiligo

             A COMCITEC/MA – Comissão de Ciência e Tecnologia de Imperatriz Maranhão, promoveu no dia 04 de março de 2011 um momento de troca de experiências e conhecimentos científicos entre os professores de Ciências (6º ao 9º anos) da rede pública municipal de ensino.

              Com o objetivo de incentivar a orientação de projetos científicos na rede, a SEMED - Secretaria Municipal de Educação do Município vem promovendo momentos de estudos como esse. Para mostrar a realidade regional na prática, foram convidados três projetos (Estudantes da rede municipal, rede estadual e particular da nossa cidade), que trouxeram consigo suas experiências enquanto pesquisadores e fizeram a exposição de materiais importantes de suas pesquisas como: vídeos, diários de bordo, banner e relatórios, além de falarem da importância dos seus orientadores  durante suas pesquisas. Para complementar a fala dos pesquisadores o professor Zilmar Timoteo Soares (Escola Estadual Edison Lobão) deu o seu depoimento enquanto professor orientador, e chamou a atenção para o papel do professor diante das novas perspectivas de ensino, que hoje estão voltadas para a pesquisa, principalmente dos professores de Ciências, que no momento eram maioria no evento.

              Na oportunidade além de expor o projeto como um todo, fiz o lançamento da campanha contra o preconceito aos portadores de vitiligo. Levei a pulseira (criada e produzida por mim) que marcará a luta do Projeto: Vitiligo: preconceito e auto-exclusão contra o preconceito. Depois de expor os objetivos do projeto fiz um convite aos presentes para usarem a pulseira e a fazerem parte dessa luta. Foi um momento mágico, maravilhoso! Os professores e estudantes pesquisadores presentes aceitaram o convite e colocaram no pulso a marca de uma luta cuja a busca de conhecimento, a pesquisa realizada, as vidas conhecidas e experiências vividas durante a pesquisa têm me mostrado que não é só minha e sim de todos.
  
Momento em que os estudantes pesquisadores presentes
aceitaram o convite para participarem da luta contra o preconceito aos portadores de vitiligo

  
 Foto: Luana Barros (ASCOM)
A pesquisadora Ana Lourdes entrega uma pulseira para a estudante pesquisadora Kethelin Loanne Santos que desenvolve o projeto: A comunicação na escola através do rádio (Escola Municipal Machado de Assis).



Foto: Luana Barros (ASCOM)
A pesquisadora Ana Lourdes entrega uma pulseira para o estudante pesquisador Fabiano Ribeiro da Silva, que desenvolve o projeto: A comunicação na escola através do rádio (Escola Municipal Machado de Assis).



Foto: Luana Barros (ASCOM)
A pesquisadora Ana Lourdes entrega uma pulseira para a estudante pesquisadora Emily Ferreira Soares, que desenvolve o projeto: Aproveitamento sustentável das florestas nativas de Buriti: Uma Alternativa ao Desenvolvimento das Comunidades Rurais do Oeste Maranhense (Escola Estadual Edison Lobão).



Foto: Luana Barros (ASCOM)
Estudantes pesquisadores do município de Imperatriz Maranhão (Rede Municipal, Estadual e Particular) já estão fazendo parte da campanha contra o preconceito aos portadores de vitiligo.


Projetos apresentados:

 A comunicação na escola através do rádio - Kethelin Loanne Bezerra Santos e Fabiano Ribeiro da Silva
(Escola Municipal Machado de Assis)
                                                                                                                                                              
    Foto: Luana Barros (ASCOM)


 Vitiligo: preconceito e auto-exclusão - Ana Lourdes Pereira (Escola Adventista)

Foto: Luana Barros (ASCOM)

Foto: Luana Barros (ASCOM)



 Aproveitamento Sustentável das Florestas Nativas de Buriti: Uma Alternativa ao Desenvolvimento das Comunidades Rurais do Oeste Maranhense - Emily Ferreira Soares (Escola Estadual Edison Lobão).

Foto: Luana Barros (ASCOM)

 Foto: Luana Barros (ASCOM)

Agradecimentos

              Agradeço a Secretaria Municipal de Educação de Imperatriz e a COMCITEC - Imperatriz/MA (Comissão de Ciência e Tecnologia) pela oportunidade, e aos amigos professores e estudantes pesquisadores que ouviram, perguntaram e acima de tudo contribuiram para o enriquecimento do Projeto: Vitiligo: preconceito e auto-exlusão.

5 comentários:

  1. Olá Ana Lourdes Pereira, resolvi dar uma viistada no seu blog. Achei mt legal, bem produzido e com informações objetivas e o texto claro e bem redigido. Enviarei por email aos meus contatos!!!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns a esta pesquisadora!!
    Destaque especial para o trabalho deveras relevante neste meio tão escasso. Sucesso Aiuzinha!!

    ResponderExcluir
  3. Imperatriz, tem se destacado em muitas áreas. É maravilhoso ver que estudantes como você vem fazendo a sua parte. O seu trabalho tem grande relevância, e a ideia da campanha contra o preconceito através do uso dessa pulseira com certeza conquistará jovens como você. Acredito que melhorias acontecem assim: através de ações que geram mudança de comportamento, consciência. Você tem nos surpreendido, não só pela sua inteligência e criatividade, mas pela forma como tem colocado em prática os seus dons. Parabéns pela pesquisa, pela ideia e principalmente pelas ações colocadas em prática no seu projeto. Sucesso!

    ResponderExcluir
  4. Olá, Ana Lourdes?
    O blog é muito bom!
    A ideia do projeto é ótima. É maravilhoso perceber que alguém tão jovem como você é capaz de envolver-se com um tema de tão grande impacto social. Certamente a sua pesquisa e as ações desse projeto contribuirão para o esclarecimento da doença e para a diminuição dos índices de preconceito, que realmente deixam marcas bem mais fortes que a pigmentação da pele.
    Parabéns! Você vai longe!
    Ah! Quero uma pulseira, ok?
    Abraços,
    Professora Ízea Folha.

    ResponderExcluir